Content

Sérgio Buarque de Holanda

 

Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982)

Jornalista, sociólogo e historiador brasileiro nascido em São Paulo, um dos maiores intelectuais brasileiros do século XX, que tentou interpretar o Brasil, sua estrutura social e política, a partir das raízes históricas nacionais. Antes de se tornar historiador e escrever, foi jornalista e tornou-se amigo dos principais representantes do Modernismo, como Mário de Andrade e Oswald de Andrade, e passou a escrever em revistas ligadas ao movimento. Além disso, trabalhou em agências de notícias internacionais e diversos órgãos da imprensa brasileira, como o “Jornal do Brasil” e a “Folha de S. Paulo”, durante muitos anos da sua vida. 

Mudou-se com a família para o Rio de Janeiro em 1921 e participou ativamente do Movimento Modernista (1922). Formou-se em Direito (1925), pela extinta Universidade do Brasil, mas continuou exercendo o jornalismo e chegou a ser correspondente internacional dos Diários Associados, na Europa. Entrou em contato com o movimento modernista europeu, conheceu a obra do sociólogo alemão Max Weber e presenciou a ascensão do nazismo na Alemanha. De volta ao Brasil (1936), passou a ensinar História Moderna e Contemporânea na então Universidade do Distrito Federal e publicou o seu clássico Raízes do Brasil (1936).

Prestigiado internacionalmente, foi para a Itália (1952) e fez parte da cadeira de Estudos Brasileiros na Universidade de Roma, durante dois anos. Tornou-se catedrático de História da Civilização Brasileira, USP (1958), onde permaneceu até se aposentar como professor (1969). Foi casado com Maria Amélia Alvim Buarque de Holanda, a Memélia, com quem teve sete filhos: Heloísa Maria, Sérgio, Álvaro Augusto, Francisco, Maria do Carmo, Ana Maria e Maria Cristina, e faleceu na cidade de São Paulo. Dentre as suas obras merecem ainda destaque Cobra de Vidro (1934), Monções (1945) e Visão do Paraíso (1958).

Fonte: http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/

 

OBRAS DE SÉRGIO BUARQUE DE HOLANDA:

 

Trabalhos Disponíveis de/sobre Sérgio B. De Holanda na Internet:

BIOGRAFIAS:

Biografia Sérgio Buarque De Holanda

Centro Sérgio Buarque de Holanda: Documentação e Memória Política

 

ESCRITOS DO AUTOR:

Sérgio Buarque de Hollanda - Depoimento escrito em 68e publicado na Folha de São Paulo em 19 de outubro de 1991


DISSERTAÇÕES DE MESTRADO: 

Com tradições & contradições: contribuição ao estudo das raízes modernistas do pensamento de Sergio Buarque de Holanda (Conrado Pires de Castro)

Um outro olhar : a etnologia alemã na obra de Sergio Buarque de Holanda (Mariana de Campos Françozo)


TESES DE DOUTORADO:

Outros lados: Sergio Buarque de Holanda: critica literária, historia e política (1920-1940) (Marcus Vinicius Correa Carvalho)


ARTIGOS E ENSAIOS:

Sergio Buarque de Holanda na USP (Maria Odila Leite da Silva Dias)

Sérgio Buarque de Holanda: conceitos e métodos de abordagem em Raízes do Brasil (Ana L.O.D. Ferreira)

The other roots Sérgio Buarque de Holanda and the portuguese (Pedro Meira Monteiro - Princeton University)

"Raízes do Brasil" e a necessidade da revolução (José Carlos Ruy) 

As fronteiras ibero-americanas na obra de Sérgio Buarque de Holanda (José Lindomar Albuquerque) 

Presença da literatura na obra de Sérgio Buarque de Holanda (Walnice Nogueira Galvão) 

Tradição e modernidade na obra de Sergio Buarque de Holanda (Julia Matos)
O centenário de Sergio Buarque de Holanda diz respeito à história da educação brasileira (Marcos Cezar de Freitas) 

As Tentativas de Mitologia de Sérgio Buarque de Holanda (Antônio Cândido) 

Análise comparativa do pensamento de Sérgio Buarque de Holanda em Raízes do Brasil e Gilberto Freyre em Casa Grande & Senzala (Karoline Biscardi Santos)
A história cultural de Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Hollanda e os novos rumos da historiografia brasileira (Cavalcante Junior, I. G.; Silva, M. Do R. De F. V. Da; Costa, R. da S.) 

Academia Brasileira de Letras – “Sérgio Buarque deHollanda teve de explicar, incontáveis vezes, que cordialidade não é sinônimo de cortesia, de gentileza, de boa educação” 

Dialogando com Sérgio Buarque de Holanda (Maria Odila Leite da Silva Dias) 

Considerações sobre O Homem Cordial, de Sérgio Buarque de Holanda e A Teoria do Medalhão, de Machado de Assis (Éder Silveira)

Revista Ethnos Brasil elabora dossiê "Sérgio Buarque de Holanda"(Thiago Nassa) 

Raízes do Brasil: uma interlocução entre Simmel, webere Sérgio Buarque de Holanda (Edilaine Custódio Ferreira) 

Raízes das instituições jurídicas do Brasil: algumas contribuições de Sérgio Buarque de Holanda (Samuel Martins Santos) 

Caminhos cruzados: notas sobre o método de Antonio Candido à luz de seus estudos sobre Sérgio Buarque de Holanda, historiador do arcadismo (Luis Alberto Nogueira Alves) 

O homem que explicou o Brasil (Pedro Henrique Barreto) 

O dilema de Raízes do Brasil (Bernardo Borges Buarque de Hollanda)